Juntar créditos acaba por sair caro mais tarde - Crédito Consolidado




Mais informações sobre esta campanha? Ligue já

707 24 24 30




Simulador Crédito


Descrição e Detalhes

Pagar os empréstimos da casa, do carro e outros bens de consumo através de uma única linha de crédito pode solucionar alguns problemas financeiros mensais, alargando os prazos de pagamento

Pagar os empréstimos da casa, do carro e outros bens de consumo através de uma única linha de crédito pode solucionar alguns problemas financeiros mensais, alargando os prazos de pagamento. Mas saldar o empréstimo de um carro em 30 anos sai muito mais caro, de acordo com as contas do «Jornal de Negócios». Por isso, o melhor é recorrer a esta solução apenas se estiver com a «corda na garganta». Pagar a casa, o carro, um crédito pessoal e um crédito «rápido» através de um só empréstimo, representa menos 400 euros de prestação mensal. Mas no final do contrato o montante adicional pago cresce em 99 mil euros. A consolidação baixa a «mensalidade» em 30%, no entanto, no total paga mais 41%. Um bom negócio, para o banco. Diz o «JdN» que, apesar de partir de um capital total igual nas duas situações, no final as contas são bem diferentes. O problema é que paga créditos de curto prazo, num período mais longo. E quanto maior for o prazo do contrato, mais juros vai pagar. Tal como acontece com o alargamento dos contratos de credito à habitação. O banco empresta dinheiro por mais tempo e os juros são cobrados sobre o capital em dívida. Com a diluição do crédito por mais anos, a fatia de amortização do empréstimo é menor. Logo, o valor pago em juros é maior.

Fonte : http://diario.iol.pt/



A informação disponível não dispensa a sua confirmação, nem é considerada vinculativa.
A Caixa Geral de Depósitos, S.A, ("CGD") procede à análise das propostas de aquisição apresentadas, de acordo com critérios que incorporam as melhores práticas de negócio nesta área.
Ao submeter uma proposta de aquisição, o Proponente deve estar ciente de que participa numa negociação particular com a CGD, a qual se reserva no direito de contratar com o Proponente que apresentar a proposta que se revelar globalmente mais favorável para esta Instituição.
Verificando-se a apresentação de duas ou mais propostas elegíveis, a CGD reserva-se no direito de convidar os Proponentes em causa a integrar uma segunda fase do processo negocial, consistente no "Procedimento de Melhoria de Propostas" (cujos termos e condições serão, em caso de abertura deste, oportunamente comunicados)






Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close