Habitação nova desvaloriza pela primeira vez este ano

13 Maio 2010



Fogos novos em Portugal Continental evidenciam uma desvalorização mensal de 0,3%.


Os dados de Fevereiro do Índice Confidencial Imobiliário (ICI) revelam que os fogos novos em Portugal Continental evidenciaram uma desvalorização mensal de 0,3%, entrando, desta forma, em terreno negativo.

Segundo o comunicado, já nos fogos usados, apesar do abrandamento registado em termos mensais, a performance manteve-se positiva, com uma valorização de 0,1%, embora bastante abaixo dos 0,8% registados no mês anterior. No total do mercado, o ICI exibiu uma tendência depreciativa, com uma variação mensal de -0,1%.

Em termos homólogos (comportamento do mês de referência face a igual mês do ano anterior) a performance do mercado continua, contudo, a ser positiva, tendo os primeiros dois meses de 2010 apresentado valores acima dos valores reportados em igual período de 2009.

Numa perspectiva mais alargada, os fogos novos estão numa melhor situação face aos usados. Em termos médios anuais (que compara os últimos doze meses face aos doze meses anteriores), a habitação nova valorizou 0,8%, enquanto que a usada apresentou uma depreciação de -0,5%.

Estabilidade marca Mercado de Lisboa

Na Área Metropolitana de Lisboa (AM Lisboa) a taxa de valorização mensal da habitação estabilizou no mês de Fevereiro, apresentando uma variação nula e colocando, desta forma, fim a um período, iniciado em Setembro passado, de sucessivas taxas mensais positivas, ainda que pouco expressivas.

Já em termos médios anuais, a taxa de variação manteve-se positiva em Fevereiro, cifrando-se em 0,4% no conjunto da Área Metropolitana. Neste indicador, o segmento de habitação nova exibe um melhor desempenho, atingindo uma variação média anual de 1,9%. Já os fogos usados registaram uma variação de -0,4%.

Fonte: Agência Financeira






Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close