Aguirre Newman analisa mobilidade das empresas em Lisboa

26 Abril 2010



A Aguirre Newman procedeu ao estudo da mobilidade das empresas no mercado de escritórios do concelho de Lisboa em 2008 e 2009. O objectivo foi identificar as zonas de escritórios nas quais as empresas se instalam, assim como as zonas d


Entre as principais conclusões do estudo está a lealdade à própria origem. Segundo a consultora, cerca de 28% do número de transacções (correspondente a 25% da área transaccionada) ocorridas em 2008, e cerca de 30% do número de transacções (correspondente a 34% da área transaccionada) ocorridas em 2009, foram dentro da mesma zona.

Verificou-se também uma apetência por zonas contíguas na deslocação de empresas em Lisboa, nomeadamente nas Zonas 1 (Av. da Liberdade à Praça Duque de Saldanha), 2 (Av. da República, Av. Duque de Loulé e zona das Amoreiras) e Zona Emergente (Campo Grande à 2ª Circular, zona de Benfica, Praça de Espanha e Sete Rios). Esta realidade poderá ser explicada pelo facto destas três zonas constituírem um contínuo geográfico dentro da cidade de Lisboa, onde os níveis de acessibilidade e serviços disponíveis são de algum modo comparáveis.

O peso da origem de início de actividade foi outra das conclusões extraídas. Cerca de 20% do número de transacções (correspondente a 8% da área transaccionada) ocorridas em 2008 e cerca de 16% do número de transacções (correspondente a 8% da área transaccionada) ocorridas em 2009, foram primeiras instalações.

Para este estudo foram analisadas mais de 500 operações de arrendamento, quantificando áreas de escritório ocupadas, zonas de origem e de destino, assim como os respectivos sectores de actividade das empresas.

Identificaram-se ainda as operações que correspondem a aumento de área por crescimento orgânico das empresas, como também as operações que correspondem a primeiras ocupações, como sejam start-ups.

O Estudo da Mobilidade das Empresas envolveu 542 operações de escritórios, sendo 304 relativas ao ano de 2008 e 238 relativas ao ano de 2009. A área total transaccionada foi de 348.250 m²  (232.622 m²  em 2008 e 115.628 m²  em 2009).

Fonte: Casa Sapo

 






Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close