Adene diz que fiscalização de certificados de edifícios supera padrão europeu

25 Fevereiro 2010



A Adene- Agência para a Energia, revelou que o índice de fiscalização de certificados de eficiência energética dos edifícios é em Portugal superior ao que é apontado pela orientação europeia.


"A fiscalização dos certificados tem vindo a crescer e, nesta altura, representa já 4% dos 15 mil certificados emitidos por mês.

De notar que a orientação europeia aponta para uma fiscalização da ordem dos 0,5% dos certificados", refere a Adene em comunicado.

A informação da Adene surge depois de a associação de defesa dos consumidores Deco ter alertado para o facto de que alguns apartamentos com as mesmas características estão a receber classificações energéticas diferentes.

 

Para "intensificar o processo de fiscalização", a Adene pretende atingir um nível de fiscalização de 6% a 8% dos certificados emitidos.

 

Apesar das diferenças encontradas pela Deco, a agência que coordena a emissão de certificados de eficiência energética refere que "até ao momento já foram ultrapassados os 200 mil certificados emitidos e o número de erros é muito diminuto".

 

Recorde-se que actualmente qualquer transacção imobiliária implica que o imóvel tenha um certificado de eficiência energética, o mesmo sendo válido para todas as novas construções. 

 

Fonte: Jornal de Negócios






Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close