Estado deve assumir 20% do risco no crédito à habitação

10 Dezembro 2009



A associação dos mediadores imobiliários propôs ao Governo a criação de um plano de apoio ao sector em que o Estado assumiria perante a banca até 20% do risco nos contratos de crédito à habitação, avança a Lusa.


O presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), Luís Carvalho Lima, declarou à agência pública que a ideia proposta ao Executivo é semelhante ao apoio que foi feito ao sector automóvel. «Fizemos a mesma proposta, o Governo mostrou-se receptivo mas vamos ver se dá resultados», disse o responsável.

«As casas nas periferias das cidades estão sem mercado devido à falta de crédito porque os bancos não emprestam mais de 80% [sobre o valor da avaliação da casa]. O Estado tem de fazer como fez para as PME, que é assumir parte desse risco», acrescentou.

Fonte: Agência Financeira






Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close