Habitação: custo de construções novas abranda

23 Março 2009



O índice de custos de construção de habitação nova, tal como o dos preços de manutenção e reparação regular de casas abrandaram em Janeiro passado, face ao mês anterior. No entanto, se comparado


O primeiro indicador registou uma variação homóloga de 2,7 por cento, menos 1 ponto percentual (p.p.) que o verificado em Dezembro. O abrandamento verificado foi determinado pelos efeitos combinados de um decréscimo de 2,3 p.p. na taxa de variação nos materiais e de um ligeira aceleração de 0,2 p.p. na componente mão-de-obra.

Por tipo de construção, as taxas de variação homóloga dos índices relativos a apartamentos e a moradias foram de 3% e de 2,4%, respectivamente, traduzindo abrandamentos de 1,1 p.p. e de 0,9 p.p., em relação ao observado no mês anterior.

Por seu lado, o índice de reparação apresentou uma variação homóloga de 3,2%, inferior em 0,3 pontos percentuais ao registado no mês anterior. Este comportamento resultou do abrandamento de ambas as componentes, que foi de 0,5 p.p. em produtos e de 0,2 p.p. na componente Serviços. As taxas de variação homóloga situaram-se em 4,4% e em 2,4%, respectivamente.

Fonte: Agência Financeira





Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close