Volume de empréstimos para habitação caiu 15,8 % no 2º trimestre

8 Outubro 2008



A concessão de novos créditos para compra de habitação continua a decrescer em Portugal. De acordo com os últimos dados divulgados pela Direcção Geral do Tesouro (DGT), entre Março e Junho de 2008 (2º Trimestre), o montante total conce


Ao longo do 2º trimestre deste ano, os bancos portugueses concederam um total de aproximadamente 2,9 mil milhões de euros para novos contratos de crédito à habitação no continente e ilhas, traduzindo o valor trimestral absoluto mais baixo desde o 1º trimestre de 2004. Comparativamente ao trimestre anterior (Janeiro a Março de 2008), os montantes concedidos registaram uma quebra de 5,8%. No total, o número de novos contratos de crédito à habitação também diminuiu, baixando das 31.795 escrituras concretizadas no 1º trimestre de 2008, para as 30.398 que foram assinadas no 2º trimestre. Relativamente ao saldo total em dívida destes empréstimos, nos primeiros seis meses deste ano, existiam 94,9 mil milhões de euros concedidos para a compra de casa, distribuídos por 1.664 milhões de contratos em vigor.

Fonte: Vida Imobiliária




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close