Haverá ouro em Cascais e Rio Maior?

17 Julho 2008



O que têm em comum Cascais, Coimbra e Rio Maior, para além do facto de constarem do mapa português? São o foco dos investimentos de dois fundos de investimento imobiliário geridos pela Fundimo, da Caixa Geral de Depósitos.


E não são dois fundos quaisquer: são os fundos mais rentáveis, a nível mundial, desde o início do ano. Numa altura em que a crise ataca e o imobiliário, em teoria, se poderia ressentir, a Fundimo prova que, com uma gestão localizada, os bons resultados são possíveis. A rendibilidade dos fundos deve ser medida num prazo mais alargado, mas esta é, sem dúvida, uma chamada de atenção para os fundos imobiliários, produtos em relação aos quais muitos investidores não estão atentos. Qual o truque para esta evolução, de quase 200%? A Caixa não explica, talvez pretendendo guardar para si o segredo. A má notícia, para os investidores, surge na tipologia do produto. Sendo um fundo fechado, quem quer entrar agora não pode, ficando a ver de fora os bons negócios que se vão fazendo. Mas, mesmo por entre a crise, há boas oportunidades de investimento. E nem é preciso encontrar ouro.

Fonte: Diário Económico




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close