Imobiliário: Portugal na 22ª posição numa lista mundial de 82 países

4 Julho 2008



País subiu uma posição face à anterior edição do estudo. Os mercados emergentes melhoraram significativamente o seu nível de transparência no mercado imobiliário, de acordo com o último Global Real Estate Transparency Index da cons


A verdade é que o documento revela que, em 2008, oito países alcançaram a categoria de «elevada transparência» desde o último Index em 2006. Entre eles estão o Dubai, a Roménia, a Ucrânia e a Rússia, que exibiram as melhorias mais acentuadas em termos de transparência ao longo dos últimos dois anos.
Portugal classifica-se, por isso, na segunda categoria, «transparente», ocupando a 22ª posição entre uma lista global de 82 países, distribuídos pelos cinco níveis considerados.
O país subiu uma posição face à anterior edição do estudo, uma melhoria que deverá ser vista de forma «muito mais positiva uma vez que o índice integrou 26 novos países nesta edição», revela o estudo.
De facto, Portugal está entre os países que registaram um maior incremento na sua pontuação entre 2006 e 2008.
Segundo o director geral da Jones Lang LaSalle, Manuel Puig, «a transparência no mercado imobiliário português tem evoluído muito nos últimos 10 anos, uma mudança que fica a dever-se à globalização da indústria imobiliária, à consequente profissionalização deste sector e qualidade dos seus operadores nacionais e internacionais, que, cada vez mais, necessitam de informação sobre o mercado para tomar decisões e desenvolver os seus negócios», afirma.
 
Fonte: Vida Imobiliária




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close