BCE afasta descer as taxas

22 Abril 2008



Ainda assim, não se prevê para breve uma descida por parte do banco central. O BCE tem afastado a ideia devido à elevada inflação na Zona Euro e apesar dos sinais e perspectivas de abrandamento da economia do grupo do euro.


No passado mês de Março, a taxa de inflação da Zona Euro subiu para 3,6%, o valor mais alto em mais de uma década e meia. Uma ameaça à estabilidade de preços, que o BCE já reconheceu ser o seu principal objectivo. O BCE tinha traçado como tecto máximo para a inflação, de forma a cumprir essa meta, os 2%.
Já do lado da economia, e apesar de vários organismos terem revisto em baixa as suas previsões para a economia norte-americana, europeia e mundial, o BCE considera que os fundamentais da Zona Euro são «sólidos».
A posição do banco central afasta assim a possibilidade de uma descida dos juros para estimular a economia, sendo que vários membros do Conselho do BCE deram já mesmo a entender que os juros já não baixarão este ano.

Fonte: Agência Financeira




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close