Mercado de escritórios em Lisboa e Porto atinge recorde

28 Março 2008



De acordo com o último relatório da consultora imobiliária CB Richard Ellis, o segundo semestre de 2007 ficou caracterizado pela continuação dos níveis de absorção que permanecem em alta no sector do mercado de escritórios em Lisboa e


Estes indicadores conduziram a uma nova descida na taxa de disponibilidade e uma subida consecutiva do valor da renda «prime».
No que toca a Lisboa, na segunda metade de 2007, verificou-se um elevado nível de absorção, totalizando aproximadamente 93 mil metros quadrados.«Ainda assim, apesar desta evolução, a absorção bruta do sector acabou por fechar 2007 com um montante recorde, a ultrapassaros 200 mil m2 de área ocupada, o que representa um aumento de 24% face ao ano de 2006», adianta a consultora.
A taxa de disponibilidade no mercado de escritórios da cidade alfacinha, registou uma tendência decrescente ao longo do ano, caindo dos 9,4% para os 7,2%. Para 2008, em Lisboa, espera-se um aumento significativo de novos edifícios, com cerca de 95 mil m2 de área bruta locável (ABL).
Quanto ao mercado de escritórios do Grande Porto também este registou um acréscimo no volume de absorção bruta no segundo semestre de 2007, revelando uma aceleração relativamente ao semestre anterior. Já no que diz respeito ao mercado de arrendamento, houve uma estabilização da renda «prime», depois do aumento verificado nos primeiros seis meses do ano, tendo-se situado nos 18 euros/m2/mês.

Fonte: Vida Imobiliária




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close