Mercado residencial do Algarve é o mais caro do país

28 Março 2008



O mercado residencial do Algarve é o mais caro do país, com a região a apresentar os preços médios de habitação em oferta mais elevados de Portugal, com um valor de 1.


O mercado residencial do Algarve é o mais caro do país, com a região a apresentar os preços médios de habitação em oferta mais elevados de Portugal, com um valor de 1.666 euros / m². Trata-se de um valor superior ao preço médio praticado na Área Metropolitana de Lisboa (1.637 euros/m²) e na Área Metropolitana do Porto (1.255 euros/m²). Estes dados foram divulgados pelas estatísticas Imométrica/LarDoceLar.com relativas ao mercado habitacional do Algarve, correspondentes ao terceiro trimestre de 2007.De acordo com as estatísticas Imométrica/LarDoceLar.com, o valor médio da habitação no Algarve (1.666 euros/m²) é superado em 4,5 % no caso dos fogos novos, enquanto que, nas casas usadas, o se situa cerca de 3,2% abaixo da média do mercado. Nos concelhos de Vila do Bispo, Loulé, Lagos e Albufeira - que totalizam cerca de 40% da habitação em oferta na base de dados-, os preços médios dos fogos superaram os 1.900 euros/m². Por seu turno, os concelhos de Olhão e Alcoutim dispõem de alojamentos com preços médios menores, próximos dos 1.250 euros/m², embora ambos não representem mais do que 10% da oferta contabilizada.
No acumulado dos três primeiros trimestres de 2007, a oferta residencial no Algarve medida por estas estatísticas totalizava 24,7 mil habitações, das quais 40% se integram no segmento de novos e 60% no segmento de usados.

Fonte: Vida Imobiliária




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close