Londres tem rendas mais caras do mundo

4 Dezembro 2007



A capital inglesa deixa para trás cidades como Nova Iorque ou Hong-Kong Londres é a cidade do mundo mais cara para se alugar um espaço de escritório, de acordo com a consultora para a área imobiliária Worx.


A metrópole inglesa surpreende por ultrapassar cidades como Nova Iorque que, apesar de ter as rendas dos escritórios mais elevadas dos EUA, surge na 8ª posição a nível mundial.
Desta forma, em Londres, sobretudo na zona de West End, o valor de renda de escritórios ronda os 118 euros/mês/m². Hong-Kong (92 euros), Tóquio (90 euros), Londres (média da cidade) (64 euros), Paris (62 euros), Moscovo (49 euros/mês/m²) e Bombaim (49 euros) são as outras metrópoles com as prime rents mensais mais elevadas. Dublin (44 euros) e Milão (37 euros) completam o top-10 das cidades mais caras para se arrendar escritórios. Já Lisboa surge na 47ª posição do ranking com um preço na ordem dos 20 euros por mês por m².
Perspectivas para 2008
Segundo a Worx, no início de 2008 poderá vir a assistir-se a um crescimento, ainda que pouco acentuado, do mercado de escritórios norte-americano. A recuperação das operações de arrendamento e a estabilização do preço dos mercados são algumas das perspectivas para os próximos meses.
E não há excepções. As principais cidades norte-americanas vão subir o nível médio das rendas mensais nos espaços para escritórios, como por exemplo Nova Iorque que actualmente pratica valores na ordem dos 67 dólares (46 euros) por m² por mês e a perspectiva para 2008 é de 72 dólares (49 euros). Já a capital Washington D.C. surge como a segunda cidade dos EUA com as rendas por m² mais altas (24 euros) e em 2008 terá um reduzido aumento para os 26 euros. Relativamente a outras metrópoles deste país, de destacar Boston que em 2007 regista uma renda mensal de 29 dólares (20 euros) por m², sendo que em 2008 este valor deve subir para os 31 dólares (21 euros). Já em Los Angeles a «Average Rent Level» por m² é de 32 dólares (22 euros) e em 2008 projecta-se que venha a situar-se nos 36 dólares.
Em Chicago estes números encontram-se nos 19 euros (20 euros/mês/m² no próximo ano), enquanto em San Diego é de 25 euros sendo que este valor deverá subir relativamente. No que diz respeito a San Francisco as rendas para escritórios estão nos 25 euros/mês/m² e deverão passar para os 27 euros nos próximos meses. Finalmente, Seattle, outra das principais cidades norte-americanas, praticou uma renda mensal por m² de 22 euros e deverá subir para os 25 euros durante o ano que se avizinha.
EUA ainda se mantêm como economia mundial mais influente
«Os Estados Unidos da América mantêm-se como a economia mais influente a nível mundial. E isso confirmou-se durante 2007 em que se verificou um crescimento reduzido do mercado neste país, tendo as economias europeias e asiáticas ressentido da crise norte-americana», defende a consultora.
O aumento das taxas de juro, o elevado preço da energia e o decréscimo das importações/exportações, associadas à crise subprime fez, segundo a mesma, com que os resultados dos EUA do presente ano não fossem, como previsto, positivos e, mais especificamente, o mercado de escritórios apresentasse números bastante aquém dos esperados.

Fonte: Agência Financeira




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close