Prestações da habitação deverão começar a descer a partir de Março

9 Novembro 2007



Finalmente há luz ao fundo do túnel. Os encargos com os empréstimos à habitação aumentaram, e voltaram a aumentar. Um cenário que persiste desde 2005.


Mas há, aparentemente, boas notícias no horizonte, diz o «Jornal de Negócios».
O início de 2008 deverá ditar uma diminuição das prestações mensais dos empréstimos à habitação.
De acordo com uma simulação feita, a partir das expectativas do mercado para o valor da Euribor no próximo ano expressas nos contratos futuros, os encargos com o crédito deverão começar a aliviar nas revisões realizadas a partir de Março.
Uma família que tenha um empréstimo de 100 mil euros, a 30 anos, com um «spread» de 0,7%, indexado à Euribor a 6 meses, e cuja revisão ocorra em Março, deverá beneficiar de um corte da prestação de cerca de 3 euros para um total de 551,89 euros. Na revisão anterior, que decorreu em Setembro, esta mesma família viu os encargos mensais aumentarem em quase 50 euros.

Fonte: Agência Financeira




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close