Mercado de escritórios de Lisboa com performance «bastante positiva» no primeiro trimestre

30 Maio 2007



O primeiro trimestre do ano caracterizou-se pela «performance bastante positiva» do mercado de escritórios da cidade Lisboa, que registou uma absorção de 45.243 m², correspondentes a um total de 75 transacções.


Estes dados foram agora revelados pela consultora Jones Lang LaSalle, no boletim do Mercado de Escritórios de Lisboa, relativo aos primeiros três meses de 2007.
Segundo a consultora, este nível de absorção corresponde a 10% da oferta disponível, que actualmente totaliza os 436.486 m² de área locável de escritórios. A nível geográfico, a zona 6 (Corredor Oeste) foi a que exibiu uma maior taxa de absorção (21.239 m²), seguida da zona 1 (Prime Central Business District), com 13.020 m² tomados. As restantes zonas absorveram áreas muito mais reduzidas: a zona 5 (Parque das Nações) absorveu 3.154 m², seguindo-se as zonas 2 (Central Business District) com 2.761 m², a zona 7 (outras zonas) com 2.512 m², e as zonas 4 (secundária) e 3 (emergente), com 1.482 m² e 1.075 m², respectivamente. A análise da Jones Lang LaSalle é bastante optimista: os responsáveis da consultora prevêem que, caso esta dinâmica se mantenha, o mercado de escritórios de Lisboa poderá vir a registar uma taxa de desocupação para apenas um dígito, a breve prazo. No final de Março, a oferta disponível de escritórios ascendia a 436.486, evidenciado uma taxa de desocupação de 10,74% do stock de escritórios da capital, que actualmente totaliza os 4.145.368 m². A taxa de desocupação obtida nos primeiros três meses do ano «evidencia já uma tendência de diminuição face ao trimestre anterior», em que este valor ascendia a 11,4 % do stock total. Esta descida foi particularmente sentida na zona 1, resultado de um nível de absorção bastante positivo e de uma diminuição na promoção de novos projectos. Contudo, esta tendência continua a não poder ser generalizada às restantes zonas de mercado, onde podemos encontrar um nível de oferta presente e futura considerável, e em alguns casos de difícil escoamento, sublinha a consultora.

Fonte: Vida Imobiliária




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close