Prime Yields de escritórios continuaram a estabilizar na Europa

30 Novembro 2009



Com o final de um ciclo de investimento à vista, as prime yields de escritórios na Europa continuaram a estabilizar durante o 3º trimestre de 2009, de acordo com o mais recente Prime European Office Yields Tracker da Jones Lang LaSalle


Em termos globais, a yield agregada na Europa decresceu cerca de 5 pontos base no trimestre para os 6%, e este resultado reflecte em grande parte os movimentos na Europa Ocidental, já que as yields na Europa Central e de Leste permaneceram inalteradas. Apenas três mercados observaram descompressões de yields ( Eindhoven , Bucareste e Utrecht ).

Dos 46 mercados monitorizados, dez cidades registaram compressões durante o 3º trimestre de 2009, variando entre os 50 pontos base em Leeds e os 5 pontos base em Bruxelas, Gotemburgo e Malmo, enquanto que o West End Londrino decresceu cerca de 25 pontos base.

Na City Londrina, as yields permaneceram estáveis, mas haviam registado uma queda de cerca de 25 pontos base no trimestre anterior. Lisboa, com uma prime yield de 7% no 3º trimestre de 2009, apresenta um crescimento de 25 pontos base face ao período homólogo de 2008, mantendo-se estável face ao trimestre anterior.

Contudo, apesar da tendência contínua de estabilização de yields em toda a Europa, as prime yields de escritórios continuam acima dos níveis registados em igual período do ano anterior, bem como acima do pico registado em 2007.

Já as yields nos mercados secundários continuaram a crescer. Moscovo apresenta actualmente uma prime yield cerca de 400 pontos base acima do 3º trimestre de 2007, enquanto Bucareste se situa, para o mesmo período, em 275 pontos base acima e Varsóvia em 125 pontos base. Estocolmo, Paris e Helsínquia estão 75 pontos base acima dos níveis do
3º trimestre de 2007.

Fonte : Casa Sapo






Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close