Estudo ANEOP revela principais previsões para o sector

25 Maio 2009



Construtoras nacionais crescem mais de 10% este ano As construtoras portuguesas esperam crescer mais de 10% nos próximos dois anos, sobretudo suportadas pelos negócios internacionais.


Segundo um estudo da Associação Nacional de Empreiteiros de Obras Públicas (ANEOP) e da Deloitte, citado pela Reuters, «quase 70% das empresas de construção e obras públicas consultadas pretende reforçar a sua presença nos mercados externos onde actua, sendo que nenhuma delas pondera a possibilidade de abandoná-los».
O mesmo estudo, cujos resultados serão apresentados no início de Junho, diz ainda que o continente africano tem sido o destino preferencial das construtoras portuguesas, que têm concentrado a sua actividade nos países de língua oficial portuguesa, sobretudo em Angola.
Em segundo lugar, surge a América do Sul, com 60% das empresas que responderam ao estudo a considerarem-na um mercado «muito atractivo».
«Mais de 75% das empresas portuguesas de construção e obras públicas considera que vai ter um crescimento superior a 10% nos próximos dois anos devido ao aumento do peso das receitas nos mercados externos», refere um comunicado conjunto da Deloitte e da ANEOP.
O estudo «O Poder da Construção em Portugal - Impactos em 2009 e 2010» revela ainda que, entre 2000 a 2003, as receitas do sector com origem externa apresentaram um crescimento médio anual na ordem dos 8% e, entre 2004 e 2007, esse valor já se situava nos 35%. Fonte : Agência Financeira




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close