Ano de 2009 abre em linha com 2008

23 Março 2009



A Aguirre Newman conclui, na análise dos primeiros números de 2009, que apesar do actual clima económico a absorção de áreas de escritórios em Lisboa mantém uma performance igual à do mesmo perí


A área contratada em Janeiro de 2009 (2.387 m2) manteve-se igual à registada em igual período do ano transacto, tendo no entanto sido realizados, ao longo do mês, menos dois registos de transacções de arrendamento do que em Janeiro 2008, o que se traduziu num aumento da superfície média contratada por transacção, passando de 238 m2 (Janeiro 2008) para 298 m2 (Janeiro 2009).

O maior número de transacções (5) foi registado no Corredor Oeste (Zona 6), revelando-se uma das zonas mais dinâmicas com 73% da área transaccionada.

A área contratada em Janeiro 2009 versus Janeiro 2008, na Prime CBD (Zona 1) e no Corredor Oeste (Zona 6) aumentou, ao passo que a Zona Emergente (Zona 3) e o Parque das Nações (Zona 5) registaram menos operações.

Do total da área contratada em Janeiro 2009, 86% são em edifícios novos e 14% em edifícios usados, denotando uma preferência por superfícies novas.

Relativamente à absorção por intervalo de área contratada, apenas uma das transacções registou uma superfície superior a 800 m2 e 5 das transacções registaram uma superfície inferior a 300 m2.

O sector ``Outros Serviços``, à semelhança de igual período do ano anterior, foi responsável por 50% da superfície contratada em Janeiro 2009. Uma referência ainda para o sector das ``TMT?s & Utilities``, que registou 28% da superfície contratada em Janeiro 2009.

Fonte: Aguirre Newman/Revista Imobiliária





Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close