Bancos devem aplicar um só valor no início do contrato

5 Janeiro 2009



A Associação de Defesa do Consumidor (Deco) apela ao Banco de Portugal (BdP) para que este force os bancos a clarificarem e uniformizarem as condições ligadas à contratação de um crédito à habitação.O pedido surge após um estudo que a


«O Banco de Portugal deve obrigar os bancos a aplicar um só valor no início. Para evitar abusos e confusões, o nome da comissão deve ser igual em todas as instituições. O mesmo se aplica ao valor cobrado todos os meses, com a prestação», refere a Deco (www.deco.proteste.pt).

Segundo esta entidade, os bancos deviam isentar os clientes que queiram receber os avisos de débito por via electrónica, no que diz respeito ao envio (comissão que dez dos 19 bancos aplicam durante o contrato). «Esta medida seria boa para o consumidor e amigo do ambiente», acrescenta.

A Deco considera igualmente que a cobrança do imposto do selo nestas circunstâncias é injustificada, pois o selo de correio não paga imposto. A associação já comunicou as suas exigências ao Banco de Portugal e à Secretaria de Estado da Defesa do Consumidor e deixa um alerta: o consumidor tem direito a conhecer, desde o início, todas as despesas do empréstimo. Fonte: Agência Financeira




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close