Portugal implantou com sucesso as directivas de certificação energética dos edifícios

19 Setembro 2008



Portugal é um dos países da União Europeia que completaram com sucesso todas as acções necessárias para a implantação do novo Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE), concluiu o est


Segundo o documento, os mais recentes países membros da União Europeia, com a excepção da Hungria e Eslováquia, estão a ter dificuldade em implementar as actuais directivas energéticas e de qualidade de ar, de acordo com o estudo.
Assim, enquanto que países como Portugal, Dinamarca, Holanda e Alemanha completaram com sucesso todas as acções necessárias para a implementação do novo (SCE), países como a Grécia e a maior parte dos novos membros da União Europeia não cumprirão com o prazo estabelecido pela União Europeia que estabelece que os estados-membros devem implementar um sistema de certificação energética que informe o cidadão sobre a qualidade térmica dos edifícios e ao mesmo tempo reduza a factura energética de cada país no final de cada ano, entre em vigor antes do dia 1 de Janeiro de 2009. Na perspectiva de Eric van Leuven, Presidente do RICS Portugal e Managing Partner da Cushman & Wakefield, «Há um ano parecia difícil acreditar que os estados membros fossem capazes de implementar esta directiva europeia. É bom ver que não foi o caso, e que Portugal é mesmo citado como um dos exemplos a seguir. É de referir que alguns países, que herdaram património imobiliário extremamente ineficiente e antiquado, como é o caso de grande parte dos países da Europa Central e de Leste, utilizarão a extensão de três anos prevista pela União Europeia para implementarem o seu sistema de certificação energética».

Fonte: Vida Imobiliária




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close