Construção mantém quebra no 2º trimestre do ano

15 Setembro 2008



Duração média das obras em construções novas para habitação familiar foi de 20 meses.


Foram licenciados 10,1 mil edifícios e concluídos 6,5 mil edifícios no segundo trimestre do ano, valores que representam, respectivamente, variações anuais negativas de 7,4% e 20,1%. Verifica-se assim que a tendência de descida da construção se manteve.
Do total de edifícios licenciados, 72% correspondem a construções novas e, destas, 81% destinam-se a habitação familiar.
Face ao trimestre anterior, o número de edifícios licenciados registou uma variação negativa de 5,8%, enquanto que para os edifícios concluídos os dados preliminares apontam para uma quebra de 14,6%, segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).
O número de fogos licenciados e concluídos em construções novas para habitação familiar registou uma variação anual negativa de 9,1% e 22,5%, respectivamente.
No 2º trimestre, a duração média prevista das obras licenciadas em construções novas para habitação familiar foi de 20 meses.
No mesmo período os edifícios concluídos em construções novas para habitação familiar registaram uma duração média de execução de 25 meses (menos 3 meses que no trimestre anterior), sendo a região do Norte a que apresenta uma duração média de execução mais elevada (30 meses).

Fonte: Agência Financeira




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close