Fundos Especiais de Investimento Imobiliário ganham terreno

12 Setembro 2008



Os Fundos Especiais de Investimento Imobiliário (FEII) têm vindo a ganhar terreno em Portugal, com o seu valor sob gestão a aumentar de mês para mês.


De acordo com os últimos dados da CMVM (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários), no final do passado mês de Agosto, os Fundos de Investimento Imobiliário (FII) eram responsáveis, no seu conjunto, pela gestão de 9.409,4 milhões de euros (M?), um valor inferior em 1,5% ao registado no mês de Julho. Pelo contrário, no mesmo período, verificou-se um aumento de 2,2 % no valor sob gestão dos FEII, que ascendeu aos 981,8 M?.
Durante o mês passado, foram 223 os fundos em actividade, dos quais 208 fechados (correspondendo a 58,6 % do total gerido pelo sector). Foram constituídos três novos fundos especiais de investimento imobiliário fechados, o Domus Capital, o Prime Properties e o Norfundo, todos sob gestão da Interfundos. Em Agosto foi liquidado o fundo de investimento imobiliário fechado Baixa Chiado, sob gestão da Atlantic. O valor dos bens imóveis localizados em Estados da União Europeia era de 11.974,8 M?, evidenciando uma ligeira variação mensal positiva de 0,1%. O investimento em bens imóveis localizados fora da União Europeia manteve o seu carácter residual. No final do mês de Agosto de 2008, a Fundimo detinha a maior quota de mercado (13%), seguida pela ESAF (11,3%) e pela Interfundos (10,6%). Estas três sociedades geriam 34,9% do património imobiliário detido por fundos, a que correspondia um maior grau de concentração relativamente ao verificado no mês de Julho. O valor administrado pelos 10 maiores fundos representava, no mês de Agosto, 41,7% do valor total gerido pelo sector.

Fonte: Vida Imobiliária




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close