Rendas de escritórios sobem 1,5% no terceiro trimestre

15 Novembro 2007



No terceiro trimestre do corrente ano registou-se no mercado europeu dos escritórios um crescimento de 1,5 por cento das rendas.


Os resultados foram divulgados pelo último European Office Property Clock da Jones Lang LaSalle, o qual refere «que a maioria dos mercados monitorizados estava, no final do terceiro trimestre, numa fase crescente do ciclo de rendas».
Segundo o documento, os dados também revelam uma redução das taxas de disponibilidade de espaços em resultado dos elevados níveis de procura de escritórios.
A taxa de absorção nos primeiros três trimestres totaliza «um volume recorde de 10 milhões de m², cerca de 12% mais do que no ano transacto», refere.
Todos os mercados europeus registaram uma absorção líquida positiva desde o início do ano, com níveis globais que rondam agora os sete milhões de m² e com uma taxa de desocupação global de 7,5%, menos 100 pontos base do que em igual período do ano passado.
O mercado de ocupação está a ser dinamizado pela diminuição do desemprego um pouco por toda a Europa e os mercados de escritórios assistiram a um crescimento sustentado das rendas prime à medida que a procura permaneceu elevada.
As rendas prime estão agora 11,6% acima dos valores registados no mesmo período de 2006, com 11 dos 24 mercados a registarem crescimento trimestral, liderados por Utrecht (+7.1%), Praga (+5.0%) e Londres (+4.6%).
Os restantes mercados permanecerem estáveis.

Fonte: Vida Imobiliária




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close