Mercado habitacional valoriza mais de 1%

14 Agosto 2007



O Índice Confidencial Imobiliário (ICI) apresentou uma taxa de valorização de 1,1% em Maio, em termos médios anuais.


Também em termos mensais, a variação do ICI foi positiva, embora de apenas 0,1% face a Abril. De acordo com o comunicado da Imoestatística, esta variação mensal compensa, assim, a quebra de 0,1% observada no mês anterior e indicia uma tendência de estabilização do ICI, consolidando o valor atingido em Março.
Este indicador pretende assim medir a evolução do valor no mercado residencial. «Não obstante a contínua valorização do mercado habitacional, o ritmo de crescimento do
ICI tem vindo a desacelerar, revelando taxas de valorização média anual em decréscimo desde o início do ano. No começo de 2007, essa taxa estava nos 1,9%, mais 0,8 pontos percentuais do que o registado em Maio», acrescentam.
O segmento de alojamentos novos regista a melhor performance em termos de valorização do mercado, atingindo em Maio uma taxa de variação média anual de 2%, ou seja, acima da média geral do mercado em 0,9 pontos percentuais. Em termos acumulados, a valorização deste mercado entre Dezembro de 2006 e Maio deste ano foi de 1,8%.

Área Metropolitana de Lisboa espelha total do mercado
O mercado da Área Metropolitana de Lisboa (AML) reflecte a tendência geral do ICI em
Maio, continuando a valorizar. A taxa de valorização média anual neste mercado foi de 1,1% em Maio. Em termos médios mensais a variação do índice situou-se em 0,1%. Da mesma forma que a média geral do mercado, a AML tem vindo a registar um ritmo de valorização mais lento, com o mês de Maio a apresentar uma taxa de valorização média anual 0,5 pontos percentuais abaixo da taxa registada em Janeiro.
A valorização da habitação nova em oferta teve uma evolução positiva neste mercado durante o primeiro trimestre do ano com uma valorização acumulada de 1,8%, mas nos meses seguintes o ICI estabilizou, quebrando o ritmo desse período. Em Maio, em termos
acumulados (entre Janeiro e Maio de 2007) a taxa de valorização era de 1,5%, fazendo com que as expectativas sejam de que no final do ano, ao ritmo actual, esta valorização possa rondar os 3,5%.
Quanto aos fogos usados, a taxa de valorização média anual em Maio cifrava-se nos 0,9%, revelando uma desaceleração. O indicador de valorização neste segmento de mercado da AML tem sido marcado por um trajecto que alterna subidas e descidas, colocando a taxa de variação homóloga (comportamento do mês face a igual mês do ano anterior) de Maio de 2007 em apenas 0,3%.
Refira-se que a publicação Confidencial Imobiliário é propriedade da Imoestatística.

Fonte: Agência Financeira




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close