Mais negócios nos escritórios de Lisboa

3 Agosto 2007



A ocupação de escritórios em Lisboa atingiu uma ab­sorção recorde de 82,5 mil m² até ao mês de Maio, o que representa um nível de actividade claramente acima dos 83 mil m² que se verificaram no decorrer do 1º semestre do ano transa


Os indicadores macro-económicos de revitalização da economia das empresas, com retoma dos valores de investimento de forma consistente nos últimos doze meses, parece assim estar a ter uma tradução no volume de procura por novos espaços de escritó­rios na região de Lisboa.
Cerca de metade da área ocupada dirige-se para edi­fícios novos, representando na cidade de Lisboa uma ocupação de cerca de 26 mil m², o que representa uma excelente performance. Também no corredor Oeste os edifícios novos para primeira ocupação re­gistaram um bom desempenho, com a colocação de 14,3 mil m² para mais de 15 empresas. O mercado de escritórios usados revelou menor ca­pacidade de atracção, com a colocação de cerca de 30 mil m² em Lisboa, mas onde mais de 14 mil m² dizem respeito apenas à ocupação de um edifício nas Torres de Lisboa pela Petrogal. Da mesma forma no corredor Oeste, os edifícios usados registam uma co­locação de apenas 11,7 mil m².

Fonte: Vida Imobiliária




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close