Custos de construção de habitação nova desaceleram em Abril

12 Junho 2007



O índice de custos de construção de habitação nova aumentou 3,2% em Abril desacelerando face a Março, divulgou o Instituto Nacional de Estatística (INE).


Os custos de manutenção e reparação regular de habitação também desaceleraram. Em Abril de 2007, o índice de custos de construção de habitação nova no Continente registou uma variação homóloga de 3,2%, 0,1 pontos percentuais (p.p.) inferior à verificada em Março.
Este comportamento foi determinado pelas desacelerações registadas quer na componente de mão-de-obra, na ordem de 0,3 p.p., quer na de materiais, de 0,1 p.p.. As taxas de variação homóloga destas componentes foram de 3,3% e de 2,9%, respectivamente. Por tipo de construção, as taxas de variação homóloga dos custos de Apartamentos e de Moradias, foram de 3,1% e de 3,2%, respectivamente, traduzindo desacelerações de 0,2 p.p. e de 0,1 p.p., revela o INE. O índice de preços de manutenção e reparação regular da habitação no Continente apresentou uma variação homóloga de 3,0%, desacelerando 0,1 p.p. face à variação do mês anterior.
``Esta ligeira desaceleração foi determinada pelo abrandamento da componente Produtos em 0,4 p.p., a que correspondeu uma variação homóloga de 4,3%. A variação homóloga da componente de Serviços estabilizou face ao verificado no período anterior, situando-se em 2,1%, acrescenta a mesma fonte.

Fonte: Jornal de Negócios Online




Recomendar a um amigo

Use o seguinte formulário
close